Os bancos europeus podem enfrentar nos próximos três anos perdas com incumprimento de empréstimos no valor dos 800 mil milhões de euros, devido ao impacto que a atual crise provocada pela pandemia está a ter na vida das pessoas e nas contas das empresas, de acordo com um relatório da norte-americana Oliver Wyman. Para além deste derrube neste segmento, a banca europeia deverá ser penalizada com uma queda de 30 mil milhões de euros nas receitas. No cenário esperado pela empresa de consultadoria, que pressupõe que não exista um novo confinamento global, os bancos da região devem enfrentar provisões de 400 mil milhões de euros, mais 2,5 vezes face ao nível nos três anos anteriores. 
No pior dos cenários, com uma segunda vaga severa a paralisar de novo as economias, o valor das provisões sobe para o dobro e os rácios de crédito mal parado sobem para 10% do total. “É improvável que esta pandemia pare o setor, mas muitos bancos vão cair para um limbo com retornos muito fracos”, segundo Christian Edelmann, vice presidente dos serviços europeus da Oliver Wyman. Acrescentou que “[os bancos] vão estar suscetíveis a choques futuros, com tendência para serem avessos em novos empréstimos”.  Os bancos europeus têm feito um esforço para recuperar da grande crise financeira de 2008. O mesmo aconteceu com os pares norte-americanos. Ainda assim, estes últimos conseguiram acumular mais lucros desde então face aos pares do sul da Europa. No primeiro semestre deste ano, os cinco maiores bancos dos Estados Unidos reservaram 55 mil milhões para provisões, mas os resultados foram compensados pelas subidas exponenciais no segmento de “trading”. Agora é a vez dos bancos europeus darem o pontapé de saída nos resultados referentes ao segundo trimestre deste ano.O alemão Deutsche Bank é um dos bancos que o fará e já alertou que poderá superar os 50 mil milhões de euros em provisões registados no primeiro trimestre. Neste ano, as estimativas da Oliver Wyman apontam para uma queda homóloga de 180 mil milhões de euros nas receitas dos bancos europeus para os 385 mil milhões de euros.


Source link