Há anos que a Rússia tem procurado reduzir a exposição a ativos norte-americanos e, na sequência deste esforço, possui agora uma fortuna de 583 mil milhões de dólares em ouro, ultrapassando pela primeira vez o volume de dólares em reserva.O ouro constituía quase um quarto – 23% – da fortuna do banco central russo em junho de 2020, a última data para a qual existem dados disponíveis, assinala um relatório publicado esta terça-feira, e citado pela Bloomberg.
Este aumento nas reservas de ouro foi impulsionado por uma valorização a pique do metal precioso, entre junho de 2019 e o mesmo mês de 2020. Paralelamente, o banco central tomou a iniciativa de comprar 4,3 mil milhões de dólares em ouro durante este período.

O metal amarelo passa desta forma a ser o segundo maior componente da fortuna russa, atrás do euro, que constitui cerca de um terço do total. Já os ativos em dólares desceram para 22% das reservas, quando em 2018 se posicionavam na fasquia dos 40%.
Esta mudança faz parte de uma estratégia imposta pelo Governo de Vladimir Putin, que pretende reduzir a vulnerabilidade da Rússia a sanções dos Estados Unidos.


Source link